Category Archives: RIP

Write to your local news outlets |Escreve a jornais locais e nacionais

cortesia da Idea go / FreeDigitalPhotos.net

Apoia e defende os direitos dos nudistas e naturistas 4 of 8

Support and defend nudist and naturists rights 4 of 8

Escrever para a comunicação social local e nacional, sobre questões relacionadas com naturismo e nudismo é outra das formas gratuitas de contribuir para divulgar ou promover as actividades e os conceitos.Normalmente, as notícias relacionadas com o nudismo são mais focadas em aspectos menos positivos ou divergem da nossa realidade, por exemplo apresentando os praticantes como excêntricos em vez de mostrar a naturalidade de ser naturista.Os adeptos e praticantes cometem o erro de deixar passar em branco este tipo de informação.A atitude a tomar deveria implicar um massivo protesto para retracção da informação errada com a consequente reposição da verdade.Retratar  a vida a nu como inadequada ou exibicionistas, retratar a utilização do nu em acções que nada têm a ver com a prática naturista ou nudista, por exemplo protestos ou marketing podem mostrar uma imagem errada e causar danos à filosofia naturista ou nudista.A utilização da nudez não pode nem deve ser de imediato relacionada com uma forma de estar e de viver a vida como é o caso do naturismo.

Em poucos minutos todos nós podemos marcar a diferença através de uma carta ou email para a comunicação social mostrando e elucidando porque o nudismo é um estilo de vida saudável natural e quando aplicável, por que alguém incorrectamente identificado como um ” nudista ou naturista” numa reportagem não é, nem pode ser  representativo da vida a nu ou do nosso estilo de vida .

Embora raro, ocasionalmente nudistas e naturistas são retratados de forma positiva em artigos de notícias e transmissões .

Nestes casos, escrever e expressar apreço pela informação justa e equilibrada, é uma forma de diferenciação positiva e encorajadora para futuros artigos sobre o tema.

Escreve, incentiva e contribui. São apenas escassos minutos e fazem muita diferença.

Artigo principal

8 estratégias activas em suporte do estilo de vida a nu

1 – Adere a uma organização

2 – Apoia a Federação  Portuguesa de  Naturismo

3 – Sai do armário

4 – Escreve a jornais locais e nacionais

5 – Escreve às entidades locais e nacionais

6 – Cria um blog sobre naturismo

7 – Liga-te a outros naturistas

8 – Envolve-te em projectos locais

Credito:

Adaptado ao naturismo em Portugal a partir do artigo publicado por Larry Darter, visita o artigo original

Write to your local or national newspaper, Tv´s and radio whenever some issue related to nudism appears in the news.Usually the news related to nudism is either outright negative or at least presented in a way that portrays nudists as kooky eccentrics.Nudists make a big mistake when they let these kinds of news items go unchallenged.The reality is those uniformed about nudism, which often includes members of media, define a nudist as anyone who takes their clothes of in what they consider inappropriate circumstances.The media is quick to portray streakers, exhibitionists, protestors unrelated to nudism and lots of other unsavory characters as nudists whenever nudity is involved.It doesn’t take but a few minutes to write a polite, focused, positive letter or email explaining why nudism is a wholesome, natural lifestyle and when applicable, why someone incorrectly identified as a “nudist” in a news report is not representative of nudists or the lifestyle.

While rare, occasionally nudists are positively portrayed in news articles and broadcasts.

In these cases write and express your appreciation for the fair and balanced reporting.

Main article

8 strategies to support and defend nudist and naturists rights 

1 – Join an organization

2 – Support FPN – Portuguese Naturism Federation

3 – Come out of the closet

4 – Write to your local news outlets

5 – Write to government officials

6 – Create a blog about naturism

7 – Network with other naturists

8 – Get involved with local projects

Credits:

Adpated to Portuguese naked environemnt from article originally publish by Larry Darter visit is article

Sai do armário |Come out of the close

cortesia da Idea go / FreeDigitalPhotos.net

Apoia e defende os direitos dos nudistas e naturistas 3 of 8

Support and defend nudist and naturists rights 3 of 8

Sai do armário e diz aos amigos e familiares que és um naturista / nudistaRealisticamente nem todo mundo está numa posição para fazer isso e é uma decisão pessoal que cada pessoa deve tomar por si mesma.Alguns são empregados em posições onde tal revelação poderia literalmente colocar seu emprego em risco.Outros definitivamente saber-se em  público provocaria ostracismo ou mesmo perder relacionamentos importantes .Mas há alguns que permanecem em silêncio apenas assumindo que os seus amigos ou familiares não entenderiam.Muitas vezes as pessoas acham que quando dizem a alguém sobre o estilo de vida , eles convencem aqueles que têm a mente aberta para se juntar a eles.A menos que você tenha uma razão que você necessita para manter a sua privacidade sobre ser naturista ou nudista , considere estar aberto sobre isso.Quanto mais pessoas de fora do seu estilo de vida  conheçam pessoalmente um amigo, conhecido ou familiar que é um nudista ou naturista, mais normal irá ser o seu  estilo de vida para quem o rodeia.Artigo principal

8 estratégias activas em suporte do estilo de vida a nu

1 – Adere a uma organização

2 – Apoia a Federação  Portuguesa de  Naturismo

3 – Sai do armário

4 – Escreve a jornais locais e nacionais

5 – Escreve às entidades locais e nacionais

6 – Cria um blog sobre naturismo

7 – Liga-te a outros naturistas

8 – Envolve-te em projectos locais

Credito:

Adaptado ao naturismo em Portugal a partir do artigo publicado por Larry Darter, visita o artigo original

Come out of the closet and tell trusted friends and family you’re a naturist/nudistRealistically not everyone is in a position to do this and it is a personal decision that every person must make for themselves.Some are employed in positions where such a revelation could literally put their jobs at risk.Others definitely know going public would cause them to ostracized or lose important relationships.But there are some who remain silent just assuming their friends or family members wouldn’t understand.Quite often people find that when they do tell someone they know about the lifestyle, it persuades those who have open minds to join them.Unless you have a reason that requires you to keep your naturist or nudist interests on the down low, consider being open about it.The more people outside the lifestyle that personally know a friend, acquaintance or family member that is a nudist or naturist, the more normal the lifestyle will seem to society in general
Main article8 strategies to support and defend nudist and naturists rights 

1 – Join an organization

2 – Support FPN – Portuguese Naturism Federation

3 – Come out of the closet

4 – Write to your local news outlets

5 – Write to government officials

6 – Create a blog about naturism

7 – Network with other naturists

8 – Get involved with local projects

Credits:

Adpated to Portuguese naked environemnt from article originally publish by Larry Darter visit is article

Adere a uma organização |Join an organization

Apoia e defende os direitos dos nudistas e naturistas 1 of 8

Support and defend nudist and naturists rights 1 of 8

Adere a uma organização

Adere a uma organização que promova o estilo de vida sem roupa e que ajude a proteger os direitos dos naturistas e nudistas.

Escolhe uma das organizações naturistas portuguesas e solicita o teu Cartão Naturista Internacional emitido pela FPN – Federação Portuguesa de Naturismo, ou adere directamente à FPN.

Em ambas as escolhas aderes à INF / FNI – Federação Naturista Internacional e recebes um cartão reconhecido e/ou aceite em todo o mundo.

Ao aderir estás a ajudar as organizações locais, nacionais e internacionais.

O importante não é a organização escolhida mas sim a tua opção de escolher uma delas e aderir ao associativismo naturista.

Por vezes sentimos que estas organizações não fazem o suficiente, ou pelo menos o que gostaríamos que fizessem, mas todas elas fazem o que podem e conseguem com os recursos sempre escassos que têm ao seu dispor.

Algumas organizações tem perdido membros e outras encerraram o que limita e diminui a influência e representatividade da comunidade nudista e naturista.

Os números representam força e peso no exterior da comunidade. Uma base alargada de membros fortalece as organizações para uma melhor e mais competente defesa dos direitos dos nudistas e naturistas e uma maior reconhecimento perante os parceiros sociais, poder local e central.

Also, it shouldn’t stop with paying your dues and getting the membership card.

Envolve-te com a tua organização, todo o trabalho voluntário é necessário e importante para os seus objectivos.

Traz ideias e projectos, aponta caminhos e escolhas. Ser membro é ter também alguns privilégios, deveres e direitos. Utiliza os teus!

Sabe aqui como aderir às organizações naturistas em Portugal.

A quota anual varia entre 22.5€ e 40€, dependo da idade e organização escolhida.

Artigos adaptados relacionados:

Artigo principal

8 estratégias activas em suporte do estilo de vida a nu

1 – Adere a uma organização

2 – Apoia a Federação  Portuguesa de  Naturismo

3 – Sai do armário

4 – Escreve a jornais locais e nacionais

5 – Escreve às entidades locais e nacionais

6 – Cria um blog sobre naturismo

7 – Liga-te a outros naturistas

8 – Envolve-te em projectos locais

Credito:

Adaptado ao naturismo em Portugal a partir do artigo publicado por Larry Darter, visita o artigo original.

Tópicos de Larry Darter relacionados:

Good reasons to join a nudist or naturist organization

Join an organization

Join an organization that promotes naked lifestyle and that helps to protect the rights of nudists.

Choose one of the Portuguese naturist organizations and request your International INF Naturist Membership Card issue by Portuguese Naturism Federation (FPN) or join directly FPN.

In both cases you will get the International Naturist Federation (INF) membership card accepted or recognize worldwide.

By joining you are helping local, national and international organizations.

It isn’t nearly as important which organization you choose as it is that you choose one and join.

Sometimes it seems these organizations are not doing enough but all do what they can with the resources they have available.

Many of them are seeing declines in members these days which limits their influence.

There is strength in numbers and every organization will be better able to advocate for and defend naturist and nudist rights with larger membership bases.

Also, it shouldn’t stop with paying your dues and getting the membership card.

Get involved where you can with the organization. Most have volunteer positions that never get filled.

Also, hold them accountable when you find issues they should be involved in but aren’t. Membership has its privileges!

Learn how to join Portuguese naked organization here.

Annual membership fee from 22.5€ to 40€, depending on age and chosen organization.

Adapted related topics:

Main article

8 strategies to support and defend nudist and naturists rights

1 – Join an organization

2 – Support FPN – Portuguese Naturism Federation

3 – Come out of the closet

4 – Write to your local news outlets

5 – Write to government officials

6 – Create a blog about naturism

7 – Network with other naturists

8 – Get involved with local projects

Credits:

Adpated to Portuguese naked environemnt from article originally publish by Larry Darter visit is article.

Related Larry Darter topic:

Good reasons to join a nudist or naturist organization

Naturism – RIP or survive? |Naturismo – Sobreviver ou morrer?

rip

Nós portugueses temos a tendência de dar como adquirido tudo o que temos, no entanto o mundo está em mudança e esta mais cedo ou mais tarde vai chegar a Portugal.Caminhamos para uma sociedade menos tolerante, mais agressiva e mais economicista.A conjugação destes factores estão a colocar sob pressão todas as conquistas realizadas pelos naturistas e nudistas. As notícias internacionais ao longo de 2013 mostraram um claro retrocesso na aceitação do naturismo, não na quantidade de praticantes, mas na pressão e proibição de espaços de pratica ao ar livre.EUA, Espanha e Inglaterra são apenas alguns dos casos mais publicitados ao longo de 2013.Nos artigos referidos nestas linhas e noutros que foram publicados ao longo do ano somos confrontados com uma realidade que procura destruir todas as conquistas alcançadas.Para os mais distraídos ou menos atentos em Portugal já seguimos o mesmo caminho, basta ver a pressão têxtil nas praias oficiais naturistas, como exemplo podemos dar o Meco, onde a praia oficial está a ser “deslocada” para sul, ou ainda a dificuldade na criação de mais praias mesmo quando estas já são tradicionalmente utilizadas pelos praticantes da vida a nu.O nosso património foi herdado por todos os que no passado lutaram e trabalharam para que hoje em dia possamos ter uma lei naturista, para que possamos ter espaços naturistas e para a existência de praias oficiais e de uso e costume naturista.Agora chegou o momento de lutarmos e defendermos todo o trabalho realizado.Não nos podemos esquecer a defesa, a divulgação e a promoção de um estilo de vida a nu é uma tarefa nunca acabada e neste momento em grande perigo.Os adeptos da vida a nu tendem a pensar que as organizações naturistas não fazem falta, que podem ser supérfluas, que as praias são de livre acesso, que estas sempre lá estiveram e que continuaram a estar.Nada mais errado, existem porque alguém antes de nós em nome destas organizações deu a cara e lutou por elas, existem porque alguém antes de nós contribuiu com o seu trabalho e com o seu apoio financeiro, permitindo que as organizações naturistas existissem e existam para nos defender e para nos representar.

Os apoios a estas organizações são fundamentais e determinantes para a sua existência futura.

Tal como nos nossos lares, elas também tem despesas e encargos, que são suportados pelas quotizações dos seus associados ou emissão do Cartão Naturista no caso da Federação Portuguesa de Naturismo.

Só com o nosso apoio, só com o nosso trabalho e acima de tudo, só com a nossa união em torno da defesa das conquistas realizadas e das que podemos ainda vir a concretizar será possível defender e ampliar o trabalho realizado por todos os que ao longo das ultimas décadas contribuíram para o presente.

Acordem para a realidade e apoiem as nossas organizações, não se esqueçam que algumas já ficaram pelo caminho, antes que seja tarde demais.

A defesa dos direitos de todos os adeptos da vida a nu é aqui e agora, é minha, tua e nossa e não dos outros.

Apoia uma organização naturista, apoia os teus espaços, oferece o teu trabalho, o teu donativo ou a tua filiação.

Não fazer nada é perder tudo, é perder uma herança e acima de tudo é não deixar nada para os vindouros.

A luta é agora, não esperes, agarra esta bandeira e vai à luta.

Deixo aqui a tradução de alguns excertos de um artigo que reporta de forma excelente  a actual situação, em futuros artigos  e apresentarei as respectivas propostas:

EZ estratégias activas em suporte do estilo de vida a nu

Naturistas e nudistas recolhem nos dias de hoje os benefícios do trabalho duro e dos esforços levados a cabo pelos que nos antecederam.

Todo os benefícios foram alcançados em épocas de maior oposição e intolerância ao nudismo do que existe actualmente.

Cada geração de nudistas e naturistas tem a incumbência de trabalhar para preservar as conquistas alcançadas pelas gerações anteriores e esperança de as expandir.

Nos últimos tempos o trabalho e as conquistas obtidas estão a perder-se, em vários países praias onde o naturismo foi tolerado durante décadas foram-nos retiradas nos últimos através da proibição da pratica nudista nesses espaços.

Por vários motivos, a sociedade em geral, está a tornar-se mais conservadora.

Sempre existiu oposição ao estilo de  vida preconizado pelos movimentos nudistas e naturistas, mas actualmente esta oposição está mais organizada, activa e audível na sociedade.

O resultado do seu trabalho tem sido convincente junto das autoridades locais para proibirem a pratica naturista e nudista em vários locais.

A apatia e inacção por parte da comunidade naturista e nudista representa parte da responsabilidade por estes acontecimentos.

Agora, mais do nunca estamos num momento critico, sendo necessário que naturistas e nudistas trabalhem mais do que nunca para inverter esta situação e estancar a continuada perda de espaços públicos livres para a nossa pratica.

Existem várias acções simples e fáceis que todos os naturistas e nudistas podem levar a cabo para se envolverem na ajuda à defesa dos seus direitos.

Muitas delas não requerem um grande investimento em tempo e dinheiro.

Algumas podem mesmo ser realizadas a partir das nossas casas.

Artigos sugeridos pelo autor:

Nudist culture year in review 2013
Stopping the loss of public clothing-optional recreational areas

Durante o mês serão adaptadas para a realidade nacional e publicadas as 8 acções propostas por Larry Darter, mantém-te sintonizado no Blog Caminhar ao Natural.

Artigos adaptados relacionados:

Artigo principal

8 estratégias activas em suporte do estilo de vida a nu

1 – Adere a uma organização

2 – Apoia a Federação  Portuguesa de  Naturismo

3 – Sai do armário

4 – Escreve a jornais locais e nacionais

5 – Escreve às entidades locais e nacionais

6 – Cria um blog sobre naturismo

7 – Liga-te a outros naturistas

8 – Envolve-te em projectos locais

Credito:

Adaptado ao naturismo em Portugal a partir do artigo publicado por Larry Darter, visita o artigo original

Portuguese naturists or nudist tend to take for granted all that we have , but the world is changing and sooner or later intolerance against naked life style will came to Portugal .We are on the way to a less tolerant, more aggressive and more economic society.The combinations of these factors are putting a huge pressure to all the achievements realized ​​by naturists and nudists until our time.The international news along 2013 showed a clear setback acceptance of nude lifestyle, not in practitioners, but in bans outdoors spaces for practice.USA, Spain and England are examples of  publicized cases along 2013.Articles referred in this post have been published last year and we was faced with a reality that pretend to destroy all the achievements and efforts we had accomplished so far.Some of us probably more distracted and less attentive about did not realize that Portugal has followed the same path , the textile pressure on official naturist beaches like Meco were the naked spot is being ” shifted” to south or the difficulty in creating more beaches even after they are traditionally used by adepts of bare life .Our heritage was inherited by all who in the past fought and worked to our naturist law, or to turn official beaches and naturist use and custom spaces possible.Now it’s time to fight and defend all work done by those fellows, we own it to them.We can not forget to defend, to expand and to promote a naked lifestyle. We can not forget that this is never ended work and currently this entire work is in a great danger.Adepts of bare life tend to think that naked naturist organizations are usefulness and may be superfluous, beaches are public and have free access, and think that they will be always there and continued to be even if we do not do anything to protect them.This is a huge mistake and completed  wrong, they exist because someone before us on behalf of these organizations worked and fought for them. They exist because someone before us contributed with their work and with their financial support , allowing naturist organizations to exist and to defend and represent us .

Supporting naked organizations are the most important work we can do nowadays.

It will be fundamental and will determinate their future survival.

They need financial support as we need in our homes, they also have expenses which are supported by the annual fee of associates or issuing Naturist membership card in case of Portuguese Naturist Federation.

Only with our support , only with our work and above all , only with our union to defend all achievements made so far ​​and all  we may realize in future we can defend and extend the work done by all those over the past decades have been contributed to the present.

Wake up to reality and support our organizations, do not forget that some of them had recently fallen. Do it before it’s too late to the remaining or upcoming organizations.

Defending the rights of all naked lifestyle supporters is here and now it’s mine, yours and ours duty, other’s will not do it for us.

Supporting and helping a naturist organization, supporting your naked spots it is every naked fellow job and should be our lifetime goal as long as we love our naked lifestyle way of living. It’s simple to achieve, just offers your work, your donation or your membership to them.

Doing nothing means lost everything, means losing our heritage, means upcoming naked fellows will not find anything or any heritage made by us to them.

The fight must start now, do not wait, grab this flag and fight for it.

Reed my quotes about this and follow link for full article:

EZ activism strategies in support of the clothes free lifestyle

Naturists and nudists today reap the benefits of the hard work and efforts of those who came before us.

They accomplished positive things during a time when opposition to nudism and intolerance was more fierce than today.  

 It is incumbent on every generation of nudists and naturists to work toward preserving the gains won by previous generations and hopefully to expand on them.

Over the past several years, hard-won gains are being reversed. On several beaches that had been clothing optional for decades, nudity is no longer permitted.

For whatever reason, society as a whole is noticeably shifting towards moral conservatism.

There has always been opposition to the nudist and naturist lifestyle but today the opposition has become more organized and more vocal.

As a result it has been successful in convincing local governments to remove clothing optional access from many areas.

Apathy and inaction on the part of the naturist and nudist community bears part of the responsibility for what has occurred.

Now, more than ever it is critical that naturists and nudists act in order to stop the loss of clothing free public areas.

There are some very simple and easy ways that every naturist and nudist can get involved and help support and defend nudist and naturists rights.

Many of them don’t require a big investment of time or money.

Some can be done right from home.

Suggested by the author:
Nudist culture year in review 2013
Stopping the loss of public clothing-optional recreational areas

During this mouth I will adapt to Portuguese naked environment and post the 8 actions suggested by Larry Darter, stay tune on Walking Naturally blog.

Adapted related topics:

Main article

8 strategies to support and defend nudist and naturists rights 

1 – Join an organization

2 – Support FPN – Portuguese Naturism Federation

3 – Come out of the closet

4 – Write to your local news outlets

5 – Write to government officials

6 – Create a blog about naturism

7 – Network with other naturists

8 – Get involved with local projects

Credits:

Adpated to Portuguese naked environemnt from article originally publish by Larry Darter visit is article